quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Chegou Carta!




Ah, tem tempo que não chegava cartinha, cartinha séria de penpals, e não cartas fakes, essas recebo sempre. Bem, a Petra sempre escreve com uma caligrafia linda e é uma das minhas penpals favoritas, pq somos muito parecidas.
Tão parecidas que nesta carta ela relata o fim de um namoro de 7 anos! Tipo, como assim? E os motivos disso foi a morosidade do então namorado, também que ele dava mais importancia ao Playstation e ao pc dele, além de que ela já tinha um lugar para eles morarem juntos e ele não queria sair da casada mãe. Bem, pra quem me conhece e sabe das minhas histórias, ler isso na carta dela foi bem interessante.

Entre tantas outras coisas, ela me mandou um cartaozinho de natal. Fofa, não?


Ehh Petra! Mostrando que todos os homens parecem iguais, até na Eslovênia!

Crying - simples assim.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Nunca!





Nunca faça isso!

Estar com problemas amorosos para resolver, ficar sozinha, tomar "uns bons drinks" e escutar Roberto Carlos. Ou mesmo Kátia, a cega.

Nunca faça isso, se vc não quer chorar litros, como agora estou.



Fossa, fossa, fossa , fossa e fossa!


Oh vida de côrna!

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Um pedacinho do que tenho aprendido.





Pessoal, meus leitores, pouquinhos leitores, mas fiéis, como eu já vinha previsto e predito, mudanças estão acontecendo na minha vida. Por enquanto, não vou dizer bem o que é, mas as pessoas mais próximas sabem do que se trata. Mudanças são dolorosas, e isso está me deixando louca. Nesta semana, decidi me recolher, dedicar minha atenção exclusivamente a mim, a um conhecimento interior (por isso não sou vista no facebook, msn e CELULAR). Vocês não tem ideia de como ando sofrendo. Não vou colocar aqui pq até para mim é difícil. Mas gostaria de compartilhar com vcs não minhas amarguras, medos e aflições (que eu passo por esses tempos conturbados), mas as coisas novas e proveitosas que tenho aprendido.

Estou lendo muito, e uma das minhas leituras, O Monge e o Executivo, de James C. Hunter, é um livro de administração e negócios, mas você pode aplicar em qualquer área, pois se trata de liderança e mudança. Atitude. Caiu bem. Quem puder ler leia! É bem simples, uma leitura de umas 3 horinhas (bem, levei isso no pc – onde leio a maioria dos livros) mas com lições maravilhosas. Então vou colocar aqui alguns trechos do livro, alguns vou comentar, que eu tanto quero que vocês leiam como eu quero reler sempre que puder. Aqui vai:

A mudança nos desinstala, nos tira da nossa zona de conforto e nos força a fazer as coisas de modo diferente, o que é difícil. Quando nossas ideias são desafiadas, somos forçados a repensar nossa posição, e isso é sempre desconfortável. E por isso que, em vez de refletir sobre seus comportamentos e enfrentar a árdua tarefa de mudar seus paradigmas, muitos se contentam em permanecer para sempre paralisados em seus pequenos trilhos.” – É uma das coisas que mais me pergunto: pedi tanto que uma mudança acontecesse que quando ela está na minha cara, fico com medo, fico assim... e sei que não posso! Por isso está sendo difícil.


A treinadora contribuiu: - O progresso contínuo é fundamental tanto para as pessoas como para as organizações, porque nada permanece igual na vida. A natureza nos mostra claramente que ou você está vivo e crescendo, ou está morrendo, morto, ou declinando.” – Quero estar viva e crescendo, e não como dizia Raul: não quero ficar aqui com a boca cheia de dentes esperando a morte chegar!

Simeão acrescentou: - Quase todos compram a ideia do progresso contínuo, mas por definição é impossível melhorar, a não ser que mudemos. São sempre pessoas corajosas da linha de frente que desafiam e fazem as perguntas que abrirão caminho para as outras.” – Conheço alguém assim. Gostaria de ser assim também.

- Mas como você diferencia necessidades de vontades? - perguntou a enfermeira. - Uma vontade - Simeão explicou - é simplesmente um anseio que não considera as consequências físicas ou psicológicas daquilo que se deseja. Uma necessidade, por outro lado, é uma. Legítima exigência física ou psicológica para o bem-estar do ser humano.– Pergunto-me se o que tenho é necessidade ou vontade.

- Vou terminar - a enfermeira continuou, sorrindo. - Uma vez satisfeitas essas necessidades, a necessidade passa a ser de auto realização, que muitos lutaram para tentar definir. O que deduzi foi que auto realizar-se é tornar-se o melhor que você pode ser ou é capaz de ser. Nem todos podem ser presidentes da empresa ou o melhor aluno da sala. Mas todos podem ser o melhor empregado, jogador ou estudante possível. E, se compreendo corretamente o que Simeão disse, o líder deve incentivar e dar condições para que as pessoas se tornem o melhor que podem ser.– conheço uma pessoa que parece ser líder. Se for mesmo, quero ser que nem ela.

O pregador de repente exclamou: — Acabo de ter uma pequena revelação e preciso falar. Se bem me lembro, Jesus simplesmente disse que para liderar você deve servir. Acho que você poderia chamar isso de liderança a serviço. Lembre-se, Jesus não usava o estilo de poder simplesmente porque não tinha poder. O rei Herodes, Pôncio Pilatos, os romanos, toda aquela gente tinha poder. Mas Jesus possuía muita influência, o que Simeão chama de autoridade, e é capaz de influenciar pessoas até os dias de hoje. Ele nunca usou o poder, nunca forçou ou coagiu ninguém a segui-lo.– Lindo.

— Você está certo, Simeão - a diretora concordou -, para mim faz mesmo sentido que a autoridade seja construída sobre serviço e sacrifício. É a lei da colheita, que todos os fazendeiros conhecem. Você colhe o que planta. Você me serve, eu servirei você. Você se arrisca por mim, eu me arrisco por você. Pensem nisso: quando alguém nos faz um favor, nós não nos sentimos naturalmente devedores?

INTENÇÕES - AÇÕES = NADA” – cansada já de viver de intenções.

— É verdade, Simeão - a diretora concordou. - De fato, ontem à noite fui à biblioteca e procurei amor no dicionário. Havia três definições e eu as escrevi todas: número um, forte afeição; número dois, ligação calorosa; número três, atração baseada em sentimentos sexuais.— Você vê o que eu quero dizer, Teresa? O amor é definido um tanto mesquinhamente, e a maioria das definições envolve sentimentos positivos. O professor de línguas me explicou que muito do Novo Testamento foi originalmente escrito em grego, e os gregos usavam várias palavras diferentes para descrever o multifacetado fenômeno do amor. Se bem me lembro, uma dessas palavras era eros, da qual se deriva a palavra erótico, e significa sentimentos baseados em atração sexual e desejo ardente. Outra palavra grega para amor, storgé, é afeição, especialmente com a família e entre os seus membros. Nem eros nem storgé aparecem nas escrituras do Novo Testamento. Outra palavra grega para amor era philos, ou fraternidade, amor recíproco. Uma espécie de amor condicional, do tipo ‘você me faz o bem e eu faço o bem a você’. Finalmente, os gregos usavam o substantivo ágape e o verbo correspondente agapaó para descrever um amor incondicional, baseado no comportamento com os outros, sem exigir nada em troca. E o amor da escolha deliberada. Quando Jesus fala de amor no Novo Testamento, usa a palavra ágape, um amor traduzido pelo comportamento e pela escolha, não o sentimento do amor.– Por isso acredito muito no ESTUDO da Bíblia para entende-la, e não basear-me só que um pastor, padre ou cara na televisão diz. Como eu já devo ter postado, quando se ESTUDA a Palavra, você percebe o quanto uma lida sem o tal estudo parece ser sem sentido e superficial.

A diretora acrescentou: - Alguém disse certa vez que, se não soubéssemos que a seguir seria nossa vez de falar, ninguém ouviria! Simeão balançou a cabeça com um sorriso. — Podemos pensar quatro vezes mais rápido do que falamos. Por isso há muito ruído interno - conversação interna - acontecendo em nossa cabeça enquanto ouvimos.– Preciso trabalhar nisso.

— A tarefa de ouvir ativamente acontece em sua cabeça – ele continuou. - O ouvir ativo requer esforço consciente e disciplinado para silenciar toda a conversação interna enquanto ouvimos outro ser humano. Isso exige sacrifício, uma doação de nós mesmos para bloquear o mais possível o ruído interno e de fato entrar no mundo da outra pessoa - mesmo que por poucos minutos. O ouvinte ativo tenta ver as coisas como quem fala as vê e sentir as coisas como quem fala as sente. Essa identificação com quem fala se chama empatia e requer muito esforço.” – passei a dar mais valor a esse tipo de atitude, que vi numa certa pessoa.

A enfermeira respondeu: — O fato de desejarmos colocar de lado todas as distrações, até as distrações mentais, envia uma mensagem poderosa à pessoa que está falando de que você realmente se importa com ela. Que essa pessoa é importante para você. É verdade, Simeão, ouvir é provavelmente nossa grande oportunidade de dar atenção aos outros diariamente, dizendo-lhes o quanto os valorizamos.” – Né?

A professora continuou. — Podemos manifestar bondade, uma das qualidades do amor, independentemente dos nossos sentimentos por alguém. Como já dissemos, amor não é como nos sentimos a respeito dos outros, mas como nos comportamos com os outros. Deixe-me ler o que George Washington Carver disse sobre a bondade: ‘Seja bom com os outros. A distância que você caminha na vida vai depender da sua ternura com os jovens, da sua compaixão com os idosos, sua compreensão com aqueles que lutam, da sua tolerância com os fracos e os fortes. Porque algum dia na vida você poderá ser um deles’."

— Precisamos uns dos outros - a enfermeira disse tranquilamente. — Os arrogantes e orgulhosos fingem que não precisam. O individualismo que predomina em nosso país é mentiroso e cria a ilusão de que não somos e não devemos ser dependentes de outras pessoas. Que piada! Um par de mãos me tirou do útero de minha mãe ao nascer, outro trocou minhas fraldas, me alimentou, me nutriu, outro ainda me ensinou a ler e escrever. Agora, outros pares de mãos cultivam minha comida, entregam minha correspondência, coletam meu lixo, fornecem-me eletricidade, protegem minha cidade, defendem minha nação. Um par de mãos cuidará de mim e me confortará quando eu ficar doente e velha, e, por fim, outro par de mãos me levará de volta à terra quando eu morrer.– Lindo demais!!! Parem de achar que eu não preciso das pessoas! Ninguém me convence disso, não dá pra entender não?

Compromisso - ater-se às suas escolhas

- Exemplo maravilhoso, John - Simeão me disse. - Mas é bom que vocês compreendam que não foi a Mazda que mudou o comportamento do supervisor. Ele mesmo mudou, porque recebeu a mensagem. Não podemos mudar ninguém. Lembre-se do sábio ditado dos Alcoólicos Anônimos: ‘A única pessoa que você pode mudar é você mesmo’.

— Eu defino motivação como qualquer comunicação que influencie as escolhas. Como líderes, podemos fornecer todas as condições, mas são as pessoas que devem fazer as próprias escolhas para mudar. Lembrem-se do princípio do jardim. Não fazemos o crescimento ocorrer. O melhor que podemos fazer é fornecer o ambiente certo e provocar um questionamento que leve as pessoas a se analisarem para poderem fazer suas escolhas, mudar e crescer.– Né? Certa Pessoa! Que acho que nem vai ler isso aqui.

"Pensamentos tornam-se ações, ações tornam-se hábitos, hábitos tornam-se caráter, e nosso caráter torna-se nosso destino"

Simeão acrescentou: - Uma vez li um estudo sociológico feito a partir de uma pesquisa com cem pessoas de mais de noventa anos. A pergunta era simples: ‘Se você tivesse que viver sua vida outra vez, o que faria de maneira diferente?’ As três principais respostas foram que elas se arriscariam mais, refletiriam mais e realizariam mais coisas que permanecessem depois que elas se fossem.”
“No fim, a única questão importante será: que diferença nossas vidas fizeram no mundo?
– Não só no fim, me pergunto isso desde que me entendo por gente.


O post foi longo, mas acho que é proveitoso pra mim e para você. Fiquem bem, tenham um bom Natal, e se eu não aparecer aqui, um Feliz Ano Novo. Beijos para quem leu, e uma piscadinha de olho pra quem curtir!

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Pessoas que fazem a Diferença

Waiting For A Girl Like You
Foreigner


So long...
I've been looking too hard I've been waiting too long
Sometimes I don't know what I will find
I only know it's a matter of time

When you love someone
When you love someone
It feels so right so warm and true
I need to know if you feel it too
Maybe I'm wrong...
Won't you tell me if I'm coming on too strong
This heart of mine has been hurt before
This time I wanna be sure

I've been waiting for a girl like you
To come into my life
I've been waiting for a girl like you
And a love that will survive
I've been waiting for someone new
To make me feel alive
(Yeah) Waiting for a girl like you
To come into my life

You're so good...
When we make love it's understood
It's more than a touch or words we say
Only in dreams could it be this way

When you love someone
Yeah really love someone
Now, I know it's right
From the moment I wake up till deep in the night
There's nowhere on earth that I'd rather be
Than holding you, tenderly

I've been waiting for a girl like you
To come into my life
I've been waiting for a girl like you
And a love that will survive

I've been waiting for someone new
To make me feel alive
Yeah waiting for a girl like you
To come into my life



This music keeps playing in my mind...

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Mudanças.


Faz tempo né que não posto nada aqui. Confesso que andei com preguiça. Estive ocupada ultimamente. Bem, vamos ao que interessa. Esse blog é bem pessoal, e tipo, não esperem ver nada de muito interessante aqui. O que eu quero dizer neste post é uma coisa que não é concreta, mas sinto.
Já ouviu falar que os animais sempre sentem mudanças climáticas antes de todo mundo?
Eu tô com essa sensação: as coisas mudarão na minha vida.

Quem me conhece ou quem se dispõe a ouvir minhas lamuriações sabe que não ando satisfeita com minha vida há muito, muito tempo. E também por o mesmo perídodo de tempo esperei que o mundo se transformasse a minha volta. Como bem sabemos, não é assim que acontece. Tô batalhando, estou decidida. 2012 deve ser, definitivamente, um ano de mudanças para mim.

Não se assutem, queridos poucos leitores desse blog, as mudanças que anseio e que sinto serão para o meu bem. Nem pensem: "Nathaly? Deu a louca nela!" Vejam, sou uma pessoa insatisfeita, então devo mudar, mesmo que radicalmente. Não sei se a mudança partirá de mim, mas SINTO que as coisas realmente mudarão. Trabalho? Relacionamento? Visão de mundo? Corte de cabelo? Não sei, mas I got a feeling.

Assim também sabemos que tudo que se transforma sofre alterações. SOFRE. Haverá um pouco disso, sofrimento... não sei se em mim, ou em outros, mas deverá haver. Mas fiquem bem. É para meu bem. Eu sinto. De novo, como uma pessoa letrada, não acha que tá repetindo demais a palavra "sinto"?

Não me perguntem, apenas deixe rolar. Minha vida está pra começar. 2012 vem aí. Como uma onda gigante que se aproxima e vc está na praia.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Tá, eu fiz!


Tá, eu fiz um perfil no facebook. Fiz, mas por que alguns amigos pediram, e digo logo: não adiciono nem periquito nem papagaio. Se virar favela que nem o orkut, eu saio.... ou por menos que isso.

Que vergonha... fiz, mas nao to gostando muito nao, quer apostar quanto que eu já já deleto?

sábado, 8 de outubro de 2011

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Onde estão os Homens de Verdade?


Os últimos dias ando pensando. Tipo assim, eu sei que a minha geração, a Y, é aquela em que a vida começa aos 30. Ok... mas já tô com 28 anos. E tá me batendo a crise dos quase 30. Pq com 30 anos, vc espera tá com sua vida resolvida. Pelo menos quando olho para trás de vejo a geração passada, com essa idade, as pessoas já estavam casadas, com seus filhos e seus empregos estáveis. Aí olho pra mim, e percebo que, nenhum setor da minha vida está legal. Não sou realizada com meu corpo, com meu trabalho e com meu lado amoroso. Tá, as vezes acho q me faço muito de vítma, mas não é bem assim, eu sou dramática mesmo, não posso evitar. Sei que meu corpo pode melhorar se eu fizer regime e exercícios (mas pq não gostam de mim assim?). Meu trabalho tenho q continuar a estudar pra arrumar algo melhor (mas como diz um amigo meu, viver em Maceió é viver no modo "hard" - emprego bom ou por concurso ou por Q.I) e quanto ao amor, bem, estou a 7 anos e meio numa relação que não evolui em nada.

Meu namorado é um cara legal, e temos muita coisa em comum, com ele me sinto bem a vontade. Mas a questão é: onde estão os homens de verdade?

Onde estão os homens que queiram algo sério, que queiram construir uma família, que trabalhem com responsabilidade, que queira crescer, que queira dar orgulho a sua esposa e filhos, que queira seguir uma religião cristã e amar a sua esposa como ela é?

Onde é que tem homem assim? Onde tem, pertecente a geração Y, que goste de nerds malucas e antisocial que não seja frescurento com estética e tenha as qualidades antes citadas? Eu olho ao redor e não vejo, será que não existem mais?

É pedir muito, um homem assim? Que trabalhe, queira montar uma familia e amar sua esposa??? Que tenha tesão em mim por mim mesma e nao pelas roupas que uso? Que quando olhar nos meus olhos pense: eu quero que essa mulher seja a mãe dos meus filhos!

Será que eu não mereço, na minha vida, alguém que me peça em casamento? Alguém que queira formar uma família comigo?


Deixa para lá.... acho que, na verdade, todos os homens devem ser iguais.

terça-feira, 13 de setembro de 2011

A-ha!

Amo A-ha. Quem não conhece, é aquela banda que canta Take on Me... mas eles são muito mais que isso. Foi a infancia toda escutando até a fase adulta. Hoje escutei essa música umas 15 vezes, então tô postando aqui pra vcs curtirem também.

Beijos para quem leu e mais beijos para quem curtiu!

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Luto




Ator de "Spartacus", Andy Whitfield morre de câncer aos 39 anos.

LOS ANGELES (AP) - Andy Whitfield, a estrela de 39 anos da série "Spartacus: Blood and Sand", morreu. Seu agente, Sam Maydew disse que Whitfield morreu neste domingo (11) de um linfoma não-Hodgkin em Sydney, Austrália.

Vashti Whitfield, sua esposa, fez um comunicado dizendo que o marido era um "guerreiro jovem e belo", que morreu em uma "manhã de Sydney ensolarada" nos "braços de sua amada esposa."

Whitfield - que nasceu no País de Gales e viveu na Austrália - era um desconhecido quando foi escolhido como o herói protagonista de "Spartacus", uma série da rede Starz que fez sucesso com sua violência gráfica e sexualidade.

Whitfield estava se preparando para a segunda temporada, quando foi diagnosticado com câncer há 18 meses. Em janeiro, a rede anunciou que um outro ator australiano, Liam McIntyre, iria assumir o papel.



Eu estava torcendo muito para ele se recuperar, ele não era apenas o papel de Spartacus, assisti outros filmes dele e li sobre a sua vida. Ele era um batalhador pai de família. É uma pena, os bons ssempre vão embora primeiro. Descanse em paz Andy.

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Gordinha.



É... fui na balança da farmácia hj. Triste: 72 kg! Mal demais, pensei q teria perdido ao menos 1 kilo. Vejo que, desde que conheci meu namorado, engordei 20 kilos, isso é absurdo. Já tentei academia algumas vezes, mas eu detesto o ambiente de academia. Já malhei e ao contrário, engordei. Bem, também fiz alguns exames e deu a taxa de colesterol muito alta. Muito mesmo. Aí to iniciando uma dieta para diminuir esses números (280 - colesterol 72 - quilos). Minha mãe até preparou um almoço especial pra mim (legal, pq ela costuma me chamar de gorda, mas ela tá preocupada com o colesterol). Parei com o anticoncepcional e volto para casa do trabalho andando, dá uma caminhada de meia hora. Tô diminuindo a quantidade que coloco no prato e evito meus lanches noturnos. Comprei agora ração humana e um monte de coisas que vem fibra, além de muito leite de soja. Espero ter algum resultado e botar uma cara de feliz.

Detalhe, fui na casa da minha avó ontem, e sabe o que eu escutei ao ver com ela fotos antigas nossas? "Oh minha netinha, quando é que vc vai voltar a ser bonita?"

Beijos pra quem leu.


9 de setembro de 2011 - 72kg - 1,59m (what a big and square ass!)

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Só mais um pouquinho...

Tá, vou tentar parar de falar de homem bonito no blog por um tempo, mas antes disso, deixa eu botar só uns videozinhos que adooooorooo assistir.

Ai ai o Eric Northman disfarçado de Alex Skarsgard



Edward Cullen disfarçado de Robert Pattinson



Gerard Butler OMG

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Sobre Redes Sociais

Eis aqui um video perfeito! Por favor, assistam. (vale também para Orkut)

Chegou Carta

Ehhh já chegou mais uma cartinha, dessa vez da minha penpal Ikanuri, que é lá da Indonésia. Bem, ela tem 27 anos e trabalha pra indústria farmaceutica lá, mas ela gosta mesmo de escrever. É escritora amadora e também ama cartas. Gosto do seu senso de humor. Escreveu-me uma longa carta de 2 páginas (que tive um pouco de dificuldade de ler pois a letra ia ficando difícil ) o valor é escrever manuscrito, nada de impressora! Ela me mandou uns postais também, vejamos aqui. A carta
Está é a casa do presidente lá, imagem da década de 20. Uma espécie de Casa Branca deles.
Mais um postal com imagem vintage. São crianças Javanesas.
Na parte de anterior, ela escreveu que tem a pele igual, mas que tem doçura no sorriso :)
Adoro receber cartasde cidadãos do mundo todo e aprender a sua cultura, pena que demora tanto pra carta chegar, mas olha que a Indonésia, apesar de ser longe, tá sendo mais rápido o serviço para lá viu! Amei a carta, amei! Até a próxima. Ah... um pouco da Indonésia pra vcs:
As crianças de lá parecem com as crianças de cá neh?

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Homes!

Tá, nada de interessante ou importante para dizer, então garotas, vamos nos deleitar com os olhos. Eis aqui a seleção de fotos dos homens que eu mais acho bonito no planeta terra. Alguns são os personagens e não os atores, ok? Pq o charme também conta e muitas vezes o charme tá só no persona.

Começando...

DYEGO BENETTI

Bem, esse não é famoso, mas é meu namorado (Thank God!) e foi literalmente paixão a primeira vista. Estamos juntos há 7 anos e mesmo assim ainda sinto friozinho na barriga quando vou encontrá-lo.










GERARD BUTLER



Meu primeiro suspiro por Gerard foi quando ele interpretou Drácula 2000.

Depois como Leonidas em 300.

E ele tornou-se my dram man quando fez PS I love You



DEAN WINCHESTER

O personagem faz parte da série Supernatural (viciada) e é interpretado pelo belíssimo ator Jensen Ackles. Esse é um caso em que o personagem é que me encanta. Sou louca pelo jeito marrento do Dean e morro de rir com ele.



ROBERT PATTINSON

Esse vcs já tão enjoada de ver por aqui.




DARKEN RAHL/CLAUDIOS GLABER

Esses personagens são interpretados pelo ator Craig Paker, que a maioria das pessoas o conhecem do Senhor dos Anéis. Tá, mas eu sou louca é pelos personagens que ele fez nessas duas séries. Darken Rahl é o vilão principal em The Legend of the Seeker e Claudios também é um vilão da série Spartacus (com tanto homem bonito lá fui me apaixonar pelo menos musculoso, como pode?).



Darken Rahl


Claudios Glaber





Chega, vou parar aqui, pq agora que to começando a pensar.... to vendo que a lista vai aumentar demais.... ou nem tanto, por enquanto, iria citar mais o Jim Morrison, o Jake Gyllenhaal, o Vincent Perez, a fase mais jovem de Al Pacino...

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Requebrar o esqueleto!

Real 1950s Rock &Roll, Rockabilly dance from lindy hop !



Bill Haley - Rock Around The Clock (1955)



Paul Anka - Diana (1957)



Connie Francis - Stupid cupid (1959)



terça-feira, 16 de agosto de 2011

Nathaly x Samanta = Divórcio

Venho, atavés dessas mal tratadas linhas, dizer que não estou mais com Samanta. Ela me acompanha há muito tempo e a nossa relação, apesar que no fundo eu achar supernatural, já está fiando insustentável. Não se trata de preconceito. Trata-se de amor próprio. Eu poderia viver bem com a Samanta, mas se eu não tivesse sido bombardeada por tanta gente desaprovando nossa relação... Tem gente que até acha que estou grávida, por causa dela!
Refletindo bem a vida, resolvi que hoje, dia 16 de agosto, começo os meus passos definitivos para o fim de nossa relação. Várias pessoas me sugeriram atitudes que devo tomar e vou seguir as que eu concordar. Vamos ver se, daqui há 3 meses, eu me vejo realmente livre dela.
Não me peso há muito tempo, pois detesto a balança (ela nunca me dá noticias legais), mas pelo meus cálculos, devo estar com 72 kg. Postarei aqui o meu desempenho, e vejamos o quanto estarei pesando em 16 de novembro.

Samanta - "Essa manta de gordura no meu corpo"

Essa sou eu sem a Samanta: